Seja bem-vindo. Hoje é

29/05/04

A emoção dos lances capitais

No estádio os lances mais importantes do jogo são sempre vividos de forma diferente... há inúmeras circustâncias que os tornam especiais... e lá o tempo parece que pára.

No jogo em que o FCP se tornou Campeão Europeu pela 2ª vez, não foi diferente.

No lance do 1º golo, estava a ver o jogo com algum nervoso, fruto sobretudo do jogo menos conseguido que o FCP estava a fazer. O cruzamento sai dos pés de Paulo Ferreira, e a 1ª coisa que me passa pela cabeça é o desejo que ela encontre o Derlei, o homem das finais. Não é isso que acontece, e a bola vai parar ao pé do Carlos Alberto, que desde logo tenta assistir o Ninja. "É isso, bem jogado", é o meu pensamento imediato. Logo de seguida e com jogadores a encobrir o lance, reparo que a bola não chega a Derlei, e fico na expectativa... à espera que o ressalto seja para o jogador do Porto... não consigo ver a bola, apenas as movimentações dos jogadores que estão mais perto dela... e é nesse momento que vejo o Carlos Alberto a fazer um movimento de remate... ainda não vejo a bola... surge finalmente a bola, e sigo-lhe o percurso até ela embater na rede preta, observando pelo meio o movimento de Roma, o movimento que me fez acreditar que aquela bola ia entrar... e no momento em que a bola finalmente encontra a rede, foi a explosão... aquela energia toda acumulada desde que o árbitro havia iniciado a partida.

No 2º golo, recordo o momento em que o Deco recebe a bola ainda no meio-campo do FCP. Imaginei desde logo que ali estava a possibilidade de o Porto fazer o golo que nos traria maior tranquilidade... que nos traria quase de certeza a taça. O deco começa a sua "cavalgada", como só ele sabe... com aquele controlo em velocidade que só os grandes jogadores têm capacidade para fazer, mesmo depois de uma hora de jogo, numa final intensa e nervosa. Vejo-o ir para cima do 1º jogador que lhe surge a tentar cortar a jogada, passa por ele como uma faca quente em manteiga... segue até 10 metros da área, e já há muito que eu gritava para que jogasse a bola no Alenitchev. O Deco faz o passe e o Russo fica sozinho sobre a esquerda... entra na área e nesse momento lembro-me de Sevilha, "vai carago, faz como em Sevilha... marca" penso para mim... é nesse momento que ele abranda o movimento, e aí pensei que talvez tivesse perdido ali o 2-0... mas eis que surge o passe atrasado... é o Deco à entrada da área... recebe a bola, prepara o remate... "chuta, chuta, chuta" digo eu... e o Deco com toda a calma aguarda por algo. Observo o seu movimento, e tenho a certeza que vai rematar para o seu lado direito. É nesse momento que, já de pé, o vejo fazer um passe, um passe com toda a calma para a baliza... enganou toda a gente... ainda a bola não havia entrado e já toda a gente gritava golo na bancada. Mágico!!

No 3º golo, uma bela jogada do Alenitchev em que com a sua persistência e técnica manteve a bola em posse do Porto. Saem inúmeros aplausos das bancadas, e penso para mim, que este é o Alenitchev dos melhores dias... o que guarda a bola e faz jogar a equipa, o que permite que a equipa troque a bola confortavelmente e ataque com propósito. A bola acaba por regressar ao Russo, que desde logo a coloca para Derlei no flanco esquerdo, e não se poupando após o trabalho que já havia feito corre em apoio do ataque, para que fosse mais uma opção de passe. O Derlei recebe a bola e só penso para mim que jogue rapidamente para o meio onde surgia um jogador em zona frontal da baliza... Derlei tenta fazer isso mesmo, de trivela tenta o passe de morte, mas a bola bate no defesa. Nesse momento vejo a bola a subir e fico sem perceber para onde se encaminhava, mas logo fico sem dúvidas já que reparo que o Alenitchev continua o seu "sprint" em direcção à baliza contrária... a bola salta... uma... duas vezes... o guarda-redes adianta-se e penso que o Russo vai fazer o chapéu... vai ser o 3º do Porto... ele espera, espera... já não dá para o chapéu... sai um grande tiro e a explosão de algria ao mesmo tempo que a bola "explode" na rede. O Russo festeja... é o seu 2º golo em finais europeias consecutivas... as bancadas festejam... o Porto é novamente Campeão Europeu!!
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista