Seja bem-vindo. Hoje é

08/04/06

A arbitragem portuguesa está doente

Sempre contestei a actuação de Luís Guilherme por duas razões. A primeira por pensar que alguém escolhido por Luís Filipe Vieira com o apoio na altura de Dias da Cunha nunca poderia fazer um trabalho honesto e a segunda por ter a certeza que o trabalho do presidente da comissão de arbitragem da Liga é mesmo desonesto porque só uma pessoa desonesta pode nomear árbitros que estão em litigio com o clube que vão arbitrar como aconteceu algumas vezes durante o seu "reinado". Mas Luís Guilherme e a sua CA da Liga fizeram mais. Esta época, conseguiram nomear Bruno Paixão para o jogo do Dragão frente à Naval depois do árbitro ter prejudicado (mais uma vez como o faz sempre) o FC Porto precisamente na Naval uns dois ou três dias antes em jogo a contar para a taça de Oeiras.

E quando pensava que Luís Guilherme começava a dar mostras de algum humanismo talvez por saber que está cada vez mais só e já não pode contar, por razões diferentes, com o apoio de Luís Filipe Vieira e Dias da Cunha, ele e a sua CA da Liga voltam à carga e pela primeira vez nomeiam um árbitro de Lisboa para arbitrar um clássico entre um clube do Porto e outro de...Lisboa e logo naquele que pode vir a ser o jogo mais importante da época se o FC Porto vencer. Qual o critério para ter acontecido uma nomeação destas? Esta semana Luís Guilherme disse que chegou ao fim a regionalização que é como quem diz, nós temos é que acreditar nos árbitros e não é por este ser do Porto ou aquele de Lisboa que vai haver confusão. Tudo bem...até posso estar de acordo mas então porque razão só agora se lembrou disso? Não seria mais simples ter começado a pensar desta maneira no principio da época passada ou no principio desta época?

Foi nomeado o lisboeta Pedro Proença. Já escrevi um post sobre este assunto e como tal não voltaria a bater na mesma tecla se por obra não sei de quem, o Pedro Proença não tivesse tido uma lesão ao mesmo estilo da outra que na primeira volta afastou Olegário Benquerença do Dragão para que Lucílio Calabote pudesse roubar dois penalties ao FC Porto aos 61 e 84 minutos.

Mais uma vez, foi nomeado um árbitro de Lisboa. Duarte Gomes, o tal que em Aveiro também roubou dois penalties ao FC Porto como reconheceram os quatro ex. árbitros do Tribunal d' O Jogo. Só para recordarem:
Árbitro: Duarte Gomes
Assistentes: José Ramalho e José Lima


Tribunal de O JOGO
Dois penátis e alguns amarelos

"O trabalho do juiz Duarte Gomes não foi feliz ontem à noite. O árbitro de Lisboa, de acordo com o Tribunal de O JOGO, não assinalou duas grandes penalidades e em termos disciplinares "esqueceu-se" de alguns amarelos. Os quatro ex-árbitros estão de acordo no facto do guarda-redes Srnicek ter derrubado Diego e que já nos minutos finais do encontro Alcaraz cometeu uma dupla infracção: primeiro deveria ter sido punido por uma entrda asobre Ibson e no seguimento do lance jogou a bola com o braço. Para além destes dois casos, o dedo em riste de Fabiano a Ricardo Silva só deveria ter consequências para o aveirense que simulou uma agressão..."

Mas a este filme já estamos habituados e se querem que vos diga não tenho medo destes arranjos porque se jogarmos o dobro que o Sporting vai jogar, de certeza que não vai haver CA da Liga que resista e o título será mais uma vez nosso. Agora de uma coisa podemos estar certos, teremos mesmo de jogar o dobro porque Duarte Gomes e sus muchachos vão estar com o dedo no gatilho prontos a disparar contra nós.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista