Seja bem-vindo. Hoje é

22/05/12

Esta quarta-feira o Dragão vai deitar fogo!

“Não seríamos primeiros sem a força dos adeptos”

A final dos playoffs da Liga entre FC Porto Ferpinta e Benfica está empatada (2-2), e esta quarta-feira, no Dragão Caixa, o quinto e último jogo vai ditar o campeão nacional. Moncho López reconhece um adversário forte, mas assegura que a equipa vai lutar para conquistar o bicampeonato. Em superflash, o treinador admite que os adeptos são a “força extra” que a equipa necessita para vencer.
Este é o jogo das grandes decisões… É o jogo mais importante. Durante todo o campeonato fomos pensando jogo a jogo, até que chegamos à final. Felizmente, já conquistámos outros títulos, mas poder acabar a época com o bicampeonato seria algo espectacular. Nesta altura, não interessa o que aconteceu anteriormente. Vamos pensar apenas no basquetebol que vamos praticar e fazer todos os possíveis para ganhar.
Espera um jogo muito disputado?
Esta época, o campeonato está a ser muito difícil. Chegamos ao último jogo e vamos defrontar um adversário que nos pode causar muitos problemas. É uma equipa forte e com uma condição física muito boa. Ataca muito bem e já demonstrou que nos consegue vencer. Apesar disso, confiamos na nossa capacidade de jogo e no nosso trabalho defensivo. A confiança aumenta quando jogamos em casa, para os nossos adeptos. O Benfica pode sentir que pode ganhar no Dragão, porque já o fez nesta época, mas nós também sentimos que, em casa, podemos ser campeões.
O FC Porto terá de ser uma equipa diferente?
Os últimos jogos foram equilibrados e definiram-se por pequenos detalhes. Nesta fase, temos consciência de que em algumas alturas lutámos mais do que noutras. É difícil fazer um diagnóstico para essa situação mas, em certos momentos, pode ter existido excesso de confiança. Amanhã isso não vai acontecer. Existe muito respeito pelo adversário e muita concentração no trabalho que temos de fazer. Temos de jogar a pensar no basquetebol que temos de pôr em prática, não podemos jogar a pensar no marcador. Há que entrar em campo e pensar no que é necessário fazer para vencer.
O nível físico pode ser determinante neste jogo?
Por ser o último jogo, temos que fazer um grande esforço mental. O melhor analgésico é a motivação e a confiança do nosso público. É a crença de que podemos vencer e a satisfação de termos feito um bom trabalho para chegarmos à final. Desta forma, os jogadores vão ultrapassar todos os problemas que existirem. A força do adversário permite-nos identificar o que temos de fazer e estou confiante na vitória.
Passado uma hora de terem sido postos à venda, os bilhetes esgotaram. É bom ver o pavilhão completo?
O factor casa tem sido muito importante. Nós não seriamos primeiros, na fase regular, se não fosse pela força dos adeptos. Amanhã queremos sentir a energia e o impulso dos adeptos. Vamos ter alturas difíceis durante o jogo e, por isso, vamos precisar de uma força extra e essa força apenas os nossos adeptos nos conseguem dar.
www.fcporto.pt

Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista