Seja bem-vindo. Hoje é

17/08/05

Depois do tribunal d'O Jogo

Também os árbitros criticaram - alguns meses depois - o cartão vermelho mostrado por João Ferreira a Seitaridis no Sporting-FC Porto da época passada

Árbitro João Ferreira

Expulsão de Seitaridis

Na análise aos casos da última época, os instrutores dos árbitros e os juizes de campo concluiram por unanimidade que o jogador do F. C. Porto deveria ter visto um cartão amarelo e não um vermelho. Como Jorge Costa e Vítor Baía estavam na baliza quando o grego cortou a bola com a mão, não se configurava uma situação clara de golo, apenas uma jogada prometedora.

Sobre este assunto, deixo uma crónica escrita por Jorge Coroado e que na altura tirei do jornal O Jogo:

"Estranho foi o facto de tendo referido um lance discutível do referido Sporting-FC Porto, a dita Comissão Técnica não se ter pronunciado sobre a outra expulsão alegando não ter tido tempo para a analisar convenientemente. Ficámos, assim, sabedores de cada lance justificar, pelo menos e aparentemente, uma semana de ponderação. Contrariamente ao "Tribunal" que, de forma unânime, se manifestou contra a exclusão de Seitaridis por jogar a bola bom a mão evitando que a mesma chegasse a Liedson colocado em boa posição para tentar o golo, a maioria dos órgãos de comunicação social entenderam como certa e ajustada a decisão do juiz do encontro. O lance, recorde-se, teve origem em cruzamento efectuado da direita do ataque leonino. O esférico cruzou toda a área e em posição paralela à linha da baliza o defesa grego jogou o mesmo com a mão esquerda. A bola não se encaminhava declaradamente para a baliza onde, sobre a respectiva linha, se encontravam dois jogadores portistas. De acordo com vídeo há alguns anos editado pela UEFA e ainda em vigor, distribuído pelas diversas federações e exibido aos árbitros nas acções de formação, o lance em questão é considerado como excepção na inviabilização de clara oportunidade de golo e punido apenas com exibição de cartão amarelo. Não são muitos os exemplos práticos ocorridos na principal competição contudo refiram-se os jogos Benfica-Belenenses da época transacta e o Boavista-Paços Ferreira de dois anos atrás em que situações muito idênticas ocorreram com a particularidade de no primeiro aqui focado o árbitro ter agido em conformidade, o observador tê-lo penalizado e a Comissão Técnica, após recurso interposto pelo filiado, lhe ter ratificado a decisão."
Jorge Coroado - O Jogo
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista