Seja bem-vindo. Hoje é

11/09/06

Mais três pontos para o Porto, venha o próximo.

Mas não podemos nem devemos entrar em euforias só porque vencemos com bastante facilidade uma equipa do Estrela que nada fez para nos contrariar.

Ao jogar em 4x3x3 com Tarik, Adriano e Lisandro na frente, foi no meio campo que Jesualdo Ferreira acabou por me "enganar" ao apostar em Raul Meireles para o lugar do carregador de piano e sempre útil, Paulo Assunção. Uma aposta ganha porque o médio defensivo do FC Porto foi um dos melhores jogadores em campo a par do prodigio Anderson. Eu sei, só vejo o puto e não me canso de o elogiar e como sou portista talvez não seja o melhor adepto para falar de Anderson mas haverá alguém em Portugal que não esteja de acordo comigo? Não me parece. Como também não me parece que exista no mundo outro jogador com 18 anos que tenha a técnica que ele tem, que tenha a visão de jogo que ele tem ou que tenha a maturidade táctica que ele tem. O lance em que dá de bandeja o golo a Lucho diz tudo sobre ele porque éra de lances desse que eu tinha medo antes do jogo. Mas Anderson mostrou-me uma vez mais que já sabe o que vai fazer sempre que entra em campo e nunca, mas nunca mesmo, complica porque gosta de jogar simples e é por isso que aos 18 anos já tem lugar garantido nos Sub 20 do Brasil e está a ser observado pela equipa técnica da principal selecção do seu país.

Não gostei da primeira parte e cheguei a escrever em resposta ao Carlos Calheiros que alguns jogadores estavam a fazer uma exibição algo sofrível. Mas felizmente para o FC Porto também Jesualdo reparou nisso e substituiu Lisandro, primeiro, e Tarik depois. E foi a jogar em 4x4x2 que também se transformava em 4x3x3 ou mesmo em 4x2x4 que o FC Porto entrou para a segunda parte. Lisandro é bom jogador mas ontem pareceu-me bastante cansado e com alguns quilitos a mais. E com Postiga endiabrado na frente a equipa trabalhou mais e obrigou os jogadores do Estrela a errar como aconteceu no primeiro golo marcado na própia baliza por Rui Duarte. A partir daí tudo ficou mais facilitado até porque o Estrela continuava a ser uma equipa banal e sem ambição, por isso uma pergunta deve ser feita: A jogar contra uma equipa que entrou em campo com a intenção de defender o nulo e nada fez para criar perigo no ataque, são necessários dois centrais? É que o Bruno Alves podia ter ido fazer umas compras ao Colombo e aparecer apenas no final do jogo para tomar banho que o resultado seria o mesmo.

Agora vamos falar de comunicação social.

Como em todas as profissões, também no jornalismo existem os bons e os maus profissionais mas comecemos pelos bons, a Antena 1. Por serem profissionais isentos, os jornalistas da Antena 1 merecem-me todo o respeito ao contrário dos lampiões das televisões e também deviam merecer o respeito do meu clube e dos profissionais que lá trabalham. O problema é que isso nem sempre acontece ou se quiserem, raramente acontece.
Quando estava ao serviço do Braga, Jesualdo Ferreira falava sempre no final dos jogos ao locutor de serviço presente no acesso aos tuneis e se no primeiro jogo no Dragão continuou com esse bom hábito o que lhe valeu elogios públicos na Antena 1, ontem recusou-se a comentar o jogo e dos vários jogadores portistas a quem o jornalista pediou a palavra apenas Hélder Postiga disse alguma coisa. Muito pouco!

O outro jornalismo.

Dois putos estão a jogar futebol no jardim da Alameda. De repente, um pit-bull surge do nada e ataca um dos miúdos. O outro, muito rapidamente, arranca uma tábua duma vedação próxima, e páas! Bate com toda as suas forças na cabeça do cão, partindo-lhe o pescoço. Um jornalista que ía a passar vê a cena e corre a entrevistar o miúdo!
"Sportinguista salva amigo de animal feroz!"- começa a escrever no seu bloco de notas.
- Mas eu não sou sportinguista- corrige o puto.
"Benfiquista salva amigo de ataque terrífico"- recomeça o jornalista.
- Eu também não sou do benfica.
- És de quem então?- pergunta-lhe o jornalista
- Eu sou do Porto.
O jornalista vira uma folha nova e escreve:
"Portista bastardo mata cão de família!"


Eu sei, esta anedota já é mais antiga que os almoços do Veiga no Sapo mas não se preocupem que não a postei aqui para vos dar a entender que acabei de a inventar. É só para mostrar como uma notícia pode ser relatada de várias maneiras conforme o interesse do jornalista. Vem isto a propósito das escutas e da maneira como a mesma notícia é dada de forma diferente nos noticiários da RTP, uma empresa pública, que tem ao seu serviço jornalistas que estão a ser pagos com os impostos de todos nós.
Primeiro entraram no jogo do jornal Público e também eles falaram da final da Taça 2002/03 como se tivesse sido a primeira vez que o estavam a fazer e não contentes com esse "engano" ainda se lembraram de apresentar extratos (apenas a parte que lhes interessava, claro) da conversa de Pinto da Costa com Pinto de Sousa mas não fizeram o mesmo com a meia final entre o Belenenses e o Benfica e a conversa de Luís Filipe Vieira com Valentim Loureiro e Pinto de Sousa. É verdade que também falaram no jogo mas os extratos ficaram esquecidos! Para além disso, deram a entender que a escolha de Pedro Henriques seria para favorecer o FC Porto enquanto a de João Ferreira servia para o Benfica não ser prejudicado e isso é grave!

Como também é grave o facto de ainda não terem mostrado nos noticiários, como seria aconselhável, a violência fisica e verbal de Petit quando o jogador do Benfica se dirigiu a João Ferreira.

Porque nas imagens que apresentam, Petit está de costas e pouco ou nada se vê, mas se usassem a câmara lateral que mostra bem o Petit a encostar a cabeça à cara do árbitro e a chamar nomes à mãe dele seriam mais profissionais e isentos. O problema é que isso não lhes deve interessar e por esse motivo vou enviar mais um e-mail ao provedor da RTP. Até pode ser que ninguém se importe com o que vai escrito mas não custa nada tentar.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista