Seja bem-vindo. Hoje é

01/06/06

O Ataque dos vampiros

Será que é possível medir a isenção de um jornal? Como podemos saber se um jornal tem mais ou menos metros de isenção que os outros? Antes de mais pela primeira página, porque um jornal, seja ele qual for, se na sua primeira página der destaque apenas ao Benfica e Sporting durante a época inteira não pode ser isento. Como também não pode ser isento se dez páginas interiores estiverem sempre reservadas para o Benfica, oito para o Sporting, duas para o Campeão FC Porto e outras duas a dividir por todos os outros clubes. Não é o caso do jornal O Jogo.

Não sendo um jornal totalmente isento porque as primeiras páginas d'O Jogo estão divididas apenas pelos três grandes, a verdade é que em relação aos outros dois pasquins de Lisboa a diferença é enorme. E depois temos as páginas interiores onde se dá "voz" em quantidades muito parecidas a todos os outros clubes, sejam eles grandes ou pequenos, do norte ou do sul, do Porto ou de Lisboa e isso não se vê em mais nenhum jornal.

No entanto, ainda existe quem não esteja satisfeito e pense que o seu clube está a ser prejudicado.

Não vi o "Trio de Ataque" mas parece que Jorge Gabriel, o apresentador que na Praça da Alegria gosta de parecer isento, insinuou que "a entrevista de Co Adriaanse foi dada a O JOGO e não a outro desportivo para que pudesse ser controlada pelo FC Porto" e quem fala assim das duas, três. Ou é ignorante, ou foi mal aconselhado ou então sabe o que se passa quando os treinadores do seu clube dão entrevistas aos dois pasquins de Lisboa e pensa que os outros fazem o mesmo.

Ou então pertence à classe dos vampiros.

Vampiros (Zeca Afonso)
No céu cinzento
Sob o astro mudo
Batendo as asas
Pela noite calada
Vem em bandos
Com pés veludo
Chupar o sangue
Fresco da manada

Se alguém se engana
Com seu ar sisudo
E lhes franqueia
As portas à chegada
Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte
Chegam os vampiros
Poisam nos prédios
Poisam nas calçadas
Trazem no ventre
Despojos antigos
Mas nada os prende
Às vidas acabadas

São os mordomos
Do universo todo
Senhores à força
Mandadores sem lei
Enchem as tulhas
Bebem vinho novo
Dançam a ronda
No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada
No chão do medo
Tombam os vencidos
Ouvem-se os gritos
Na noite abafada
Jazem nos fossos
Vítimas dum credo
E não se esgota
O sangue da manada

Se alguém se engana
Com seu ar sisudo
E lhes franqueia
As portas à chegada
Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista