Seja bem-vindo. Hoje é

21/10/07

Pinto Monteiro ajuda Pinto da Costa

  • Ao confirmar, em entrevista ao SOL, que a grande maioria das escutas são ilegais, o procurador-geral da República (PGR), deu, sem querer, uma enorme ajuda a Pinto da Costa. Aliás, no processo Apito Dourado, para além das escutas, também foram ilegais, a detenção do presidente do FC Porto e a maneira como decorreu a investigação, com escutas a serem válidas e outras não, conforme a cor das gravatas dos dirigentes.

    Mas Pinto Monteiro disse mais: Que "o MP é um poder feudal de condes, viscondes, marqueses e duques". Claro. Aliás, ele sabe muito bem quem deu a ordem para começarem as investigações para o processo Apito Dourado e quem deu as ordens à PJ para elas se focarem na cidade do Porto.

    E disse que tem "muitas dúvidas de que não tenha telefones sob escuta" porque um deles "às vezes faz uns barulhos esquisitos".

    Ao que a chegou a (in)justiça deste país!

    Porque, garante Pinto Monteiro, os "juízes, magistrados do MP e polícias serão os que ainda permanecem fora do controlo do PGR". Claro que sim...É caso para perguntar quem, para além de Pinto da Costa e o FC Porto, está sob o controlo do procurador-geral da República (PGR). Talvez os procuradores do Ministério Público encarregues dos processos em que o presidente do FC Porto é acusado, já que "terão obrigatoriamente de recorrer para os tribunais superiores sempre que os juízes dos diferentes processos proferirem decisões contrárias às teses defendidas nas acusações subscritas pela equipa de Maria José Morgado".

    Mas também me apetece perguntar se este senhor está, com esta entrevista, a tentar fugir de algo que o poderá comprometer no futuro. É que as possibilidades são muitas como, por exemplo, ficar provado que Maria José Morgado teve influência na história que Carolina contou e no arquivamento do chamado caso Mantorras. Ou que a própria Maria José Morgado esteja a ser influenciada pelo marido, Saldanha Sanchez, um dos mais bem pagos empregados de Luís Filipe Vieira.

  • Chegou a vez de Pinto Monteiro ser constituído arguído?

    No livro de memórias – “Pinto da Costa, Luzes e Sombras de Um Dragão” – escrito por Felícia Cabrita e Ana Sofia Fonseca, mas também numa entrevista ao jornal “Público”, editada em 18 e 19 de Junho deste ano, o presidente do FC Porto disse não querer “continuar a viver num país onde após o 25 de Abril a PIDE/DGS foi substituída pelo Ministério Público”. E por isso foi, a mando de Pinto Monteiro, constiuído arguído. E Portugal inteiro bateu palmas como, de resto, acontecia quando, antes do 25 de Abril, alguém éra constituído arguído por motivos politicos. O problema é que o procurador-geral da República, repito, o procurador-geral da República, afirmou agora que "juízes, magistrados do MP e polícias serão os que ainda permanecem fora do controlo do PGR" e "o MP é um poder feudal de condes, viscondes, marqueses e duques". Agora pergunto: Depois destas acusações, Pinto Monteiro vai ser constituído arguído ou a (in)justiça em Portugal é só para quem preside ao FC Porto? Eu sei, a resposta é óbvia, mas não podia deixar de fazer a pergunta.
  • Enviar um comentário

    Pesquisar neste blogue

    Mensagens populares

    Subscrever / Email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner

    Subscribe to PORTOGAL by Email

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
    Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
    tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista