Seja bem-vindo. Hoje é

06/11/07

Na frente também na Champions League

Boa noite, chamo-me Tarik Sektioui e hoje calei muitas vozes portistas.

Isto é o que ele deve estar a pensar (e com razão) porque aquele golo é de outro mundo e só ao alcance de poucos. Muito poucos. No entanto não será bem assim, porque para além de dizerem que gostam do FC Porto (uns são grandes portistas, outros pouco e outros de portistas não têm nada), esses adeptos também não gostam de admitir que não têm razão e vão continuar a bater no jogador sempre que um jogo lhe correr menos bem. Adiante.

E por falar sobre o jogo, nem se pode dizer que tenha sido grande coisa. A começar pela falta de público e continuando nos jogadores de ambas as equipas que embora tenham tido alguns bons apontamentos, os do FC Porto enviaram mesmo uma bola à barra e antes da obra de arte, Tarik esteve para fazer outra com um toque de calcanhar a fazer lembrar uma certa final dos Campeões. No entanto, a defender, Quaresma e Cª estiveram uns furos abaixo do que vinham a fazer quando alguns escreviam que o clube vencia mas não convencia. Apenas uma excepção: Paulo Assunção. Que raça! Não sei quantos quilómetros correu mas sei que foram muitos. E uma equipa que defende pior do que vinha a fazer, arrisca-se a sofrer golos. Foi o que aconteceu no recomeço com o bom golpe de cabeça de Niang. Aplaudido pelo fantasma do Belenenses que, embora não o tenha visto, ouvi dizer que terá aparecido pelo Dragão pelo menos até à segunda cabeçada de Lisandro Lopez à barra. Que daria golo porque ao contrário da primeira, desta vez a bola foi mais inteligente e soube dar justiça ao resultado.

Melhores em campo? Tarik e Lisandro Lopez pelos golos que ambos marcaram, mas no caso do argentino também por ter corrido tanto ou mais que Paulo Assunção e ter provado mais uma vez que o ninja continua a jogar no Dragão, está bem vivo e recomenda-se.

Por último uma palavra para o treinador. Como o mega tinha previsto, Cech foi o escolhido para ocupar a vaga do meio campo. Admite-se até porque nem foi a primeira vez que isso aconteceu. No entanto, não me pareceu que o eslovaco tivesse enchido o campo. Foi lutador como costuma ser sempre, mas faltou-lhe a magia que o Lucho transmite à equipa quando joga, e por isso senti a falta do...Ibson. Culpa do treinador? Não. Da Sad também não. A culpa, se é que podemos falar em culpa, é do pai do jogador e de Lucho. Porque, quer queiramos ou não, sempre que "El Comandante" puder jogar o lugar é dele. É claro que entretanto alguns já estarão a perguntar: Então porque não existem outros jogadores para lutarem pelo lugar e os que o podem fazer são "obrigados" a deixar o clube para não ficarem parados? Pelas mesmas razões que equipas milionárias como o Milão ou Barcelona também não têm quem tire o lugar ao Kaká e Ronaldinho, mesmo tendo no banco, na bancada, ou emprestados, jogadores de classe mundial.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista