Seja bem-vindo. Hoje é

18/02/09

Já conhecem o Futebolar e o FC Porto PlanetaPortugal?

Há cerca de duas semanas recebi um convite de um amigo para voltar a escrever no Relvado com a desculpa de aquilo estar infestado de benfiquistas e dos portistas serem cada vez menos. Passei por lá e mais uma vez assustei-me com a qualidade de alguns artigos.
Respondi-lhe que não podia porque o trabalho e os blogs já me roubam bastante tempo. O que é verdade. Mas também porque actualmente existem outros fóruns mais interessantes e democratas. É verdade que não escrevo em nenhum (a tal falta de tempo) mas sempre que posso gosto de fazer uma visita de médico pelo Futebolar e o FC Porto PlanetaPortugal, para além do já bastante conhecido Portal dos Dragões.

Por falar nisso, sabiam que o FC Porto é...

O maior clube para os portugueses entre os 15 e os 39 anos

Sinais dos tempos. Este género de estatística (realizada em 2008) não provocará grande admiração entre os mais atentos, que sabem que as últimas décadas de futebol em Portugal viram apenas um Clube destacar-se, quer a nível nacional, quer a nível internacional - o FC Porto.

Diz uma estatística da responsabilidade do ISCTE, que o FC Porto é o clube com mais adeptos entre os portugueses compreendidos entre as faixas etárias que vão dos 15 anos 39 anos.

Escalão etário FC Porto - Benfica - Sporting
15-19 anos....... 13,5% .......12,2% .......9.3%
20-24 anos....... 14,7% .......13,1% .......10.6%
25-29 anos....... 14,9% .......11,5% .......14.1%
30-39 anos....... 19,1% .......18,8% .......20.9%
40-49 anos....... 10,6% .......15,9% .......15.6%
50-64 anos....... 17,3% .......15,9% .......18.1%
65 anos + ........9,9% ........10,9% .......11.6%

Entre os 15 e os 39 anos está muito boa gente que só viu o FC Porto vencer. Nestas faixas etárias há muita gente que nunca viu o seu clube levantar uma taça internacional, nunca sentiu a sensação de ser campeão da europa ou do mundo (é à escolha do freguês). Vivem do passado, das histórias que lhes contam os pais (os avós ?).

No meio disto, há um clube que está bem ciente disto e que tudo faz para dar a volta a esta situação...enfim, tudo menos ganhar no campo. Ele é kits de sócio para jovens, para os animais domésticos, para o tio, para a prima. Estão em tudo o que é comunicação social em constante intoxicação de massas. Este desespero também joga a favor do FC Porto, porque esta coisa de nos contarem histórias da "carochinha", sem se verem resultados práticos, também cansa, até os mais desatentos...

4 comentários:

Anónimo disse...

18-02-2009 FUTEBOL
Jornalista de café

Podem acusar o Labaredas de plágio, mas a reprodução até não deixa de ser irónica. «Por incrível que possa parecer», há um jornalista (?) de TV que lança uma notícia com a sua opinião e deixa os factos para segundo plano. Ontem, quem viu o Jornal Nacional da TVI ficou a saber que o pivot acha «incrível» o que devia merecer-lhe unicamente equidistância. É o que dá a clubite aguda.

Trata-se de mais um vermelho por dentro e por fora. Nunca o escondeu. Escusa é de o demonstrar no cumprimento de tarefas profissionais que lhe exigem isenção, rigor e objectividade. Que era mau a escolher clubes já todos sabíamos. Descobrimos agora que também deixa a desejar enquanto jornalista.

«Pedro Proença, árbitro do F.C. Porto-Benfica, teve nota negativa pelo seu desempenho no clássico, mas, por incrível que possa parecer, em causa não está o penálti inexistente que permitiu ao F.C. Porto empatar a partida».

«Incrível?» «Inexistente?» Não terá confundido o estúdio com a mesa do café?

"LABAREDAS"

Anónimo disse...

Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
Condição fundamental: arruaceiros e anti-portistas!



Nota introdutória: link do último Zona Mista, onde podem comprovar, as arruaças e o anti-portismo, deste gordo, mais gordo não há...-http://tv.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=24386&e_id=&c_id=7&dif=tv

Há alguns meses atrás ao fazer zapping, fui parar na RTPN e no Zona Mista, programa que passa aos sábados a partir das 23 horas, na antiga RTPNorte, mas que agora se chama RTPNacional - parece que só o facto de se chamar Norte, estava a incomodar muito os centralistas do regime.
Não conhecia o programa, mas como era sobre desporto e futebol, fiquei a ver o que aquilo ia dar.
Quem estava a apresentar era o jornalista Manuel Fernandes Silva e como comentadores, de um lado Bruno Prata e do outro, um tipo muito gordo - o realizador deve ter grandes dificuldades, quando tem de fazer grandes planos do homem -, João Gobern, que para além dessa participação, também tem uma crónica na Antena 1 - já começam a perceber as razões da gordura?...teta do Estado! - e escreve artigos para o Record e Correio da Manhã - já começaram a topar?.
Na altura falava-se na reunião do Conselho de Justiça da F.P.F e no facto de o Ministério Público estar a acompanhar o assunto. Gobern deitou faladura e eu fiquei logo esclarecido acerca do homem. Dizia ele e cito de cor: « o Ministério Público deve dedicar-se a outras coisas, como por exemplo, aos crimes da noite do Porto». Este programa foi na altura que na grande Lisboa, só numa semana, tinham sido assassinadas sete pessoas, mas o gordo, só estava preocupado com a noite do Porto, como se a noite do Porto fosse pior que a noite de Lisboa ou de qualquer outra cidade portuguesa, onde infelizmente, cada vez há mais crimes. Mudei de canal, deixei de ver o programa e nunca mais quis saber dessa figurinha para nada, até que, no post de antevisão do F.C.Porto/R.Ave, reparei num comentário, onde se perguntava se alguém tinha visto o Zona Mista. Não vi, mas depois, mal ele ficou online foi verificar e lá estava o tipinho a destilar o seu ódio de estimação, facciosamente, sectariamente e desonestamente, com a complacência de um cinzento e apagado Bruno Prata, contra o F.C.Porto e o seu principal responsável.
A propósito do arquivamento do processo relativo ao jogo F.C.Porto/Estrela, nem o facto de 5 Juízes, terem considerado a testemunha como não credível - O Juíz que analisou pela 1ª vez o processo, o Juíz de Instrução e os 3 Juízes do Tribunal de Relação -, foi suficiente para que o Gobern, ficasse convencido, porque para este e outros fariseus - Vasconcelos por exemplo -, a Justiça só é boa e funciona bem, quando incrimina e castiga o F.C.Porto e o seu Presidente, se não incrimina e absolve, ah, isso está mal e a Justiça não serve, não funciona...Para estes "senhores" vale tudo contra o F.C.Porto e o seu líder, nem que seja passar por cima da lei. Que tristeza!
Mas mais e no que respeita a Lisandro, o gordo queria à viva força que a C.Disciplinar o castigasse, porque disse ele, Lisandro simulou e a opinião do gordo Gobern, faz lei. O treinador do Benfica não concorda? Que se lixe o treinador do Benfica! Outros jogadores já simularam - Dí Maria? Não interessa, o Lisandro tem que ser castigado...só lhe falta dizer porque é do F.C.Porto e isso basta. Uma vergonha!
Mas se Jesualdo sai em defesa dos seus jogadores e diz que também já foram vítimas de entradas duras e violentas. O seboso atira-se a Jesualdo e pergunta quais, não se lembra, mesmo que no Porto/Benfica, Sidnei tenha apontado ao calcanhar de Lucho...Esquecimento lamentável ó gordo!

Resumindo: estes tipos são escolhidos a dedo e a condição fundamental é serem arruaceiros e dizerem mal do F.C.Porto - dirigentes, técnicos, jogadores e adeptos. De um lado temos um vermelho fanático, tendensioso, sectário e anti-portista...Do outro, como contraponto, temos um morninha, cinzento, que não aquece nem arrefece e até fica incomodado, quando o apresentador - no Sábado, Hugo Gilberto -, lhe diz que que está em desacordo com o Gobern. Sabendo que na RTPN, o benfiquista de Paredes é sub-director, apetece perguntar: será que ele não tem nada a ver com as escolhas do ponto e do contraponto?

Nota final: quase todos os dias, neste ou naquele canal de televisão, na rádio ou nos jornais, a campanha de desinformação ao melhor estilo da propaganda Nazi, está presente, para ver se uma mentira muitas vezes repetida passa a ser verdade. Na parte que me toca, e dentro das minhas limitadas possibilidades, não permitirei e denunciarei, sempre estas poucas vergonhas.
Se para estes tipos vale tudo, não me peçam a mim que seja polido, correcto e principalmente, que dê a outra face. Não, quem não se sente não é filho de boa gente e eu sou.

In blogue "dragãoatéàmorte"

Anónimo disse...

Kafka revisitado
Por Nuno Antas de Campos

A meio do texto, discreta e quase envergonhada, a frase lá está: “a transcrição da escuta telefónica (entre António Araújo e Pinto da Costa) não se mostra correcta”.

Refiro-me à notícia do Público da passada sexta-feira 13 de Fevereiro – autores, António Arnaldo Mesquita e José Augusto Moreira – que dá conta do enterro definitivo pela Relação do Porto do processo crime instaurado a Pinto da Costa por factos pretensamente ocorridos antes do jogo FC Porto-Estrela da Amadora relativo à época 2003-2004.

Esta notícia, de incalculável magnitude não teve, à excepção do citado diário, eco correspondente na isenta comunicação social que todos conhecemos de ginjeira.

Mas há mais: esta monstruosidade não é nova. Já em Junho último, aquando da decisão de arquivamento deste mesmo processo pelo Tribunal de Instrução Criminal, o mesmo facto aflorou, timidamente, em alguns jornais que, na sua esmagadora maioria, preferiram centrar as razões para o arquivamento na “falta de credibilidade” da alternadeira gaiense e passaram por esta realidade kafkiana como cão por vinha vindimada.

Não sei se medem bem o que estas afirmações implicam. Implicam que os juízes que examinaram os processos se deram ao trabalho de confrontar as gravações das escutas (provavelmente em CD) com as transcrições que delas foram feitas para papel por prestimosos agentes de investigação – da PJ ou do MP? – e concluíram que as segundas não correspondem à realidade: eram maradas!

Quer isto dizer que é falso o famoso processo depositado, qual tábua da lei, por ignota divindade, no Alto dos Moinhos, nas mãos do impoluto Viera enquanto a populaça benfiquista adorava, em rito pagão, um falso milhafre de ouro.

Quer isto dizer que são falsas as” indesmentíveis” transcrições das escutas entregues, em decisão de questionável legalidade, pela Mizé Morgado ao justiceiro Costa e que formaram os alicerces das decisões do CD da Liga.

Quer isto dizer que é falsa como Judas a argumentação da cartaxanagem lisboeta – comprimentos inúteis de delgada inteligência – centrada no facto de que, mesmo constitucionalmente ilegais, as escutas ali estavam “garantindo a existência de corrupção” aos olhos da opinião pública.

Quer isto, finalmente dizer que agentes da Justiça, pagos por todos nós, se deram ao trabalho de distorcer, de omitir e de alterar documentos oficiais para deduzir acusação espúria contra Pinto da Costa, em procedimentos semelhantes aos retratados pelo génio de Praga.

Não consta que para apurar os autores deste crime tenha sido aberto qualquer inquérito.
Talvez a Joana d’Arc da Justiça portuguesa, essa Mizé da nossa esperança, queira agora mandar averiguar o que se passou, agora que o Procurador Geral acaba de reforçar o seu prestígio e autoridade ao confiar-lhe o inquérito às fugas de informação no caso Freeeport.

Conhecem alguém cuja imagem seja mais consenTÂNIA com a premência destes trabalhos de Hércules?

In "reflexãoportista"

Anónimo disse...

Oi, sou o Clausewitz e gostaria de lhe convidar para visitar meu blog e conhecer alguma coisa sobre o Brasil. Abração

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista