Seja bem-vindo. Hoje é

26/06/06

Patriotismo é...

Hoje apetece-me contar uma história e como todas as histórias, esta devia começar com a frase: "Éra uma vez...". No entanto, como hoje me sinto diferente e anti-patriota vou começar de outra maneira.

Patriotismo é...

Adolf Hitler nasceu a 20 de Abril de 1889 em Braunau-am-Inn, uma pequena cidade perto de Linz, na província da Alta-Áustria, próximo da fronteira alemã e depressa os seus próximos notaram que estavam diante de uma criança muito inteligente mas cheia de complexos e sem humor ao ponto de se zangar sempre que alguém dizia uma piada. Em Maio de 1913, depois de receber uma pequena herança do seu pai mudou-se para Munique para estudar arte, sem sucesso. Entretanto a Alemanha entrava na primeira Guerra Mundial e Hitler resolveu alistar-se no exército bávaro tendo sido enviado para a Bélgica e França onde foi ferido a uma perna, o que lhe valeu a "Das Verwundetenabzeichen" (condecoração por ferimentos de guerra). Uns anos mais tarde e mais patriótico do que os próprios alemães (pelo menos éra esse o discurso dele), Hitler entrou na vida politica e começou a espalhar o seu ódio aos judeus através do discurso mas também da violência com o apoio da Sturmabteilung (SA), uma milícia paramilitar. E quem não estivesse com ele, estava contra ele e éra considerado anti-patriótico. Foi com este discurso demagógico e populista e com o apoio de todos os meios de comunicação alemães, que o pequeno austriaco se tornou uns anos mais tarde no grande Chanceler alemão Adolf Hitler. O resto desta história já todos conhecemos. A criança austriaca "muito inteligente mas cheia de complexos e sem humor ao ponto de se zangar sempre que alguém dizia uma piada", virou o homem mais perigoso em todo o mundo, foi temido, destruiu muita gente sempre com o apoio de milhões de fãs, mas acabou mal. Felizmente.

Mas falando do jogo de ontem porque este blog não entra em politiquices, começo por referir que descobri que sou anti-patriota e como tal mereço a Câmara de Gás. Voltei ao mesmo! Pronto, agora que já desabafei, vou escrever o que me vai na alma anti-patriótica e holandesa. Então é assim, meus amigos já escrevi isto várias vezes mas como parece que ainda não entenderam volto a bater na mesma tecla porque ao contrário de muitos, sempre apoiei a selecção portuguesa fosse ela treinada por Carlos Queiroz, Nelo Vingada, António Oliveira, Artur Jorge ou Humberto Coelho, e outros que os antecederam porque, todos eles, bem ou mal, escolhiam aqueles que pensavam serem os melhores e nunca tiveram a pouca vergonha de ofender clubes, cidades ou adeptos. Está entendido? Com Scolari é diferente e penso que já perceberam porquê mas posso fazer um desenho para a próxima vez.

Mas isso não quer dizer que deseje a vitória de quem defronta a equipa dele. Até porque ontem tive uma grande alegria quando depois do apito final vi a cara de contentamento das minhas duas filhas e a vontade delas em ir para a rua fazer a festa. E fui! Fui porque elas queriam e não porque tivesse algum prazer em ir, até porque ainda não esqueci que durante o Euro Bélgica/Holanda, o meu carro da altura ficou com traseira estragada depois de uma valente pancada dada por um colega meu que, tal como eu, também festejava a vitória da selecção portuguesa diante da Alemanha. Felizmente que desta vez não houve problemas e o carro chegou inteiro a casa mas as minhas filhas já me fizeram prometer que em caso de vitória da Suíça, hoje à noite, vai haver nova festa.

De qualquer maneira, os "patriotas" podem ficar descansados porque durante uns tempos não me vão aturar já que amanhã vou apanhar o avião para Portugal. Para ver no sábado o jogo entre a Inglaterra e a equipa do soldadinho de chumbo, nesse país que eu adoro mas critico sempre que achar necessário porque também é meu. Desta vez sem o Mágico Deco e sem carro para poder dar mais uma alegria às minhas filhas em caso de vitória mas com a companhia da familia que aí vive e que já não vejo há dois anos.

Até qualquer dia,

Álvaro Pereira
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista