Seja bem-vindo. Hoje é

02/04/07

Eram precisos mais 45

Pois é, fazer 45 minutos ao nível normal do FCP poderia ter sido suficiente, no entanto conforme se acabou por comprovar no resultado final, dificilmente chega.

É verdade que o FCP sofreu contrariedades físicas no decorrer da 2ª parte, que obviamente limitaram a capacidade de fazer pressão no campo inteiro, situação que se verificou em toda a 1ª parte, e que obrigou o adversário a fazer quase toda a 1ª metade no seu próprio terreno. Aliados a isto viamos a linha média a chegar rápido no apoio ao Adriano, o que permitiu uma mais fácil e útil posse de bola. Aliás, no final da 1ª parte o tempo de posse de bola era largamente favorável ao FCP.

No entanto, na 2ª parte não me pareceu que fossem só as limitações físicas a determinar a ausência de pressão sobre o adversário, pois desde o 1º minuto assistiu-se a um recuo da linha média do FCP, dando demasiado terreno ao oponente. A verdade que a táctica ia resultando, pois o adversário pouco perigo criou, sendo que os remates ou eram frouxos ou iam directamente para fora. Só que quem não procura fazer a sua própria sorte, e fica somente segurar o resultado, acaba sempre por ficar sujeito aos caprichos imprevisíveis do destino. Assim, e num golpe de azar, acabou por ser Lucho a introduzir a bola na própria baliza, em mais um lance que iria terminar sem qualquer perigo, já que após ter embatido no poste a bola dirigia-se para um local onde estavam 4 jogadores do FCP e nenhum do adversário. Mas quem se pôs a jeito, acabou por levar as consequências.

A partir daí o jogo quebrou compeltamente e acabaram por surgir oportuniades mais flagrantes para os dois lados, terminando o jogo com uma perdida inacreditável de Renteria, que nada fez enquanto esteve em campo, e acabou por fazer o mais difícil após uma muito boa desmaração.

Relativamente às opções técnicas, Jesualdo esteve bem inicialmente ao apostar no tal meio-campo mais forte, que dava maior capacidade física, de pressão e deposse de bola. Jorginho não esteve nada do outro mundo, mas foi muito importante para o colectivo e para a qualidade evidenciada na 1ª parte. O treinador teve de fazer uma substituição por lesão, e optou bem. Mal esteve na troca que fez quando colocou o Renteria, sendo certo que a aposta era na entrada de um jogador talhado para o contra-ataque, deveria ter optado pela saída do Quaresma. O que se viu foi que passou a haver menos capacidade defensiva, ao ter em capo Quaresma e Renteria, e assim e sem bola pouca utilidade tiveram enquanto estiveram os 2 em campo. Na 3ª já emendou o erro, e retirou Quaresma para re-colocar o meio-campo equilibrado, e a verdade é que os contra-ataques começaram a sair.
Único senão de Jesualdo, foi a tal opção do recuo na 2ª parte. Exigiam-se mais 15 minutos ao nível da 1ª parte, para que o adversário não pudesse ter capacidade de crescer, e sobretudo procurar "matar" o jogo.

Sobre a arbitragem, foi claro e notório que não conseguiu ultrapassar o constrangimento de estar perante cerca de 60000 consócios, optando sempre por apitar para o seu lado. E começou logo nos primeiros minutos em que Simão sai incólome de uma entrada duríssima sobre Adriano, onde nem falta foi assinalada... depois aconteceram lances em que inventou cantos para os vermelhos e os sonegou a favor do FCP. Deixou que o central do adversário tivesse livre-trânsito para "bater" no Adriano (Aquele André Luiz não faz nada lembrar o Ricardo Carvalho, faz é lembrar o Mozer... bate em tudo o que mexe, e não lhe acontece nada!!). Deixou passar faltas a favor do FCP, e conseguiu arranjar faltinhas para o Simão poder fazer alguma coisa no jogo. Para terminar, quer-me parecer que não quis mostrar o devido cartão ao Simão após agressão ao Fucile, seguramente com medo de confundir a cartolina vermelha, com o cartão de sócio que teria no bolso! Para terminar, o golo do empate é precedido de um empurrão ao Bosingwa, que o retira do lance e de um visível fora-de-jogo do jogador que cabeceia a bola.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista