Seja bem-vindo. Hoje é

12/01/09

O maior roubo desde o assalto algarvio

  • Mas antes vou começar pelo jogo do Dragão. Que, confesso, não vi. Há três dias que estou com uma gripe que mal me seguro sentado e depois de saber que o Trofense tinha recebido um Reforço de última hora e assistir ao que tinha acontecido em Lisboa tive a certeza que o Porto não vencia o Trofense. Decidi ir para a cama mais cedo e só hoje de manhã vi que as minhas previsões estavam certas.

    Depois de uma breve pesquiza por alguns videos da net, não me pareceu que o Porto tivesse jogado mal ao contrário do que já li por aí. O problema é que, tal como tinha previsto, os jogadores entraram em campo com bastante pressão depois de conhecerem o roubo de Lisboa. Eu no lugar deles estava revoltado! Que adianta trabalhar no duro se depois os nossos adversários directos têm direito à passadeira vermelha?

    "O Trofense fez permanentemente antijogo e o árbitro foi permissivo. Os jogadores caíam de um lado e de outro e houve lances duvidosos. Houve um penálti sobre o Fucile e outro sobre o Lisandro que não foram marcados, enquanto noutro jogo que envolvia outro candidato as coisas funcionaram de forma diferente"
    Jesualdo Ferreira

    Por falar nisso, não vou dizer que este campeonato já tem um vencedor anunciado porque nós, portistas, estamos habituados a vencer contra tudo e contra todos mas começa a ser muito parecido com o último que o Benfica venceu. Não jogam nada mas vencem à custa dos lugares na Liga. A continuar assim sou capaz de ler no final da época uma crónica de Ferreira Fernandes, conhecido jornalista adepto do Benfica, a dizer que "este ano é para esquecer. Cá estarei para o ano, para sair à rua, gritando pelo meu Benfica que ganhou um campeonato, o primeiro limpamente ao fim de desasseis anos."
    Ou então não porque, depois de ser obrigado a abandonar o "Correio da Manhã" e mais tarde o "Record", o conhecido jornalista já não se atreve a escrever sobre o Benfica e muito menos sobre Luís Filipe Vieira. É que não quer ser também despedido do "Diário de Notícias"!

  • Inocêncios há muitos

    "O que se passou aqui na Luz vai ficar na história do século XXI, porque o árbitro conseguiu fazer uma arbitragem totalmente tendenciosa. Fomos roubados e isto é um roubo em qualquer parte do mundo. É difícil um clube como o Braga que trabalha de uma forma séria e honesta lutar pelo título e com este jogo as dúvidas ficaram dissipadas. É uma vergonha o que se passou aqui."
    António Salvador
    Mas o presidente do Braga disse mais. Que Paulo Baptista é o Inocêncio Calabote do século XXI. Para os portistas não é. Nos últimos anos, os três metralhas de Setúbal mais um certo Paraty que gostava de aparecer no Sapo para jantar à borla, roubaram muito mais que que o árbitro da AF Portalegre. No entanto, também é verdade que Paulo Baptista começa a dar nas vistas e a ganhar alguns pontos a outros "artistas" do Apito Encarnado como são Carlos Xistra ou Duarte Gomes.

  • "Falso como Judas"

    Embora a capa do jornal "O Jogo" apenas se refira ao golo oferecido ao Benfica, o título da crónica de João Sanches no mesmo jornal diz tudo. De facto já não assistia a um resultado tão falseado desde o roubo no Estoril-Benfica.
    Luís Filipe Vieira já disse que esta época investiram bastante e por isso têm de ser campeões custe o que custar mas que raio, verem o árbitro oferecer-lhes um golo ilegal e um pénalti que mais ninguém viu para além dos dois pénaltis que roubou ao adversário (um bem escandaloso), é um pouco demais para um jogo apenas. O que lhe vale é que depois...não se passa nada. Por falar nisso, senhores Magistrados Pinto Monteiro e Maria José Morgado, não têm vergonha de levarem Pinto da Costa a tribunal por um jogo em que o FC Porto até foi prejudicado e ao mesmo tempo darem cobertura a estes roubos? Eu, no vosso lugar, teria!

    "O resultado não foi justo. O Braga foi superior ao Benfica em todos os aspectos do jogo. Sofremos um golo com um fora-de-jogo de três metros. E, quando o cruzamento partiu, o David Luiz já lá estava! Em 20 anos como treinador, nunca vi uma coisa assim, como esta arbitragem."
    Jorge Jesus, treinador do Braga.
  • Enviar um comentário

    Pesquisar neste blogue

    Mensagens populares

    Subscrever / Email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner

    Subscribe to PORTOGAL by Email

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
    Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
    tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista