Seja bem-vindo. Hoje é

23/09/09

Meirim defende intervenção estatal, eu defendo a intervenção do FC Porto

O facto de só em 12 de Março de 2009 - mais de dois anos após a decisão vinculativa do TAS, para a FPF, mas também para a Liga - se iniciar procedimento disciplinar é motivo mais do que suficiente para a intervenção da Administração Pública Desportiva, no âmbito do não cumprimento das normas sobre a dopagem
José Manuel Meirim

Segundo o DN, o facto da (in)justiça desportiva demorar dois anos para investigar o Benfica no caso do doping de Nuno Assis é mais um motivo que justifica a intervenção do Instituto do Desporto de Portugal (IDP), depois de em 2006 a Procuradoria-Geral da República ter considerado que o CJ da FPF "incorreu em vício de violação de lei" quando arquivou o processo.

Mas se o jurista José Manuel Meirim defende (bem) uma intervenção estatal, eu defendo uma intervenção do departamento juridico do FC Porto porque, depois da vergonhosa e mentirosa campanha de Luís Filipe Vieira, da CD da Liga do benfiquista Ricardo Costa e do CJ da FPF, para afastar o FC Porto da Liga dos Campeões, temos todo o direito de exigir justiça sempre que os capangas da Liga e da FPF fecharem os olhos às vigarices benfiquistas. Até porque o doping é algo que deve ser excluído dos relvados e pavilhões portugueses de uma vez por todas e se não for o FC Porto a limpar aquele clube quem o vai limpar?

O que refere o Decreto-Lei nº 183/97
Artigo 23º, alínea 5

(...) A verificação de um caso positivo de dopagem (...) determina automaticamente a abertura de inquérito por parte da entidade competente com vista a determinar a eventual existência de envolvimento e o grau de responsabilidade solidária por parte dos agentes desportivos (...), devendo averiguar quanto ao modo de obtenção pelo praticante da substância dopante.

Há dias li num jornal desportivo que os jogadores do Benfica são os que mais correm na Liga portuguesa. Confesso que não vejo os jogos do Benfica mas acredito que seja verdade porque o doping faz milagres que Jesus consegue igualar apenas na playstation.



É o Benfica a agitar o país. Normal. O Benfica do «justiceiro» Ricardo Costa é único em Portugal e no mundo inteiro porque já teve vários atletas acusados de doping e nunca foi investigado pela (in)justiça desportiva. Os seus atletas sim, mas o clube não. Mas devia ter sido. Até porque o doping é imagem de marca benfiquista em várias modalidades. Alguns exemplos:

Futebol
Doping no Benfica: Agência Mundial Antidopagem satisfeita com sanção aplicada a Nuno Assis

Basquetebol
Doping: Benfica: António Tavares, basquetebolista do Benfica, suspenso por seis meses

Ciclismo
Benfica viu recusado wild card da uci. Casos de doping envolvendo ciclistas do clube da Luz terão estado na origem do "não" da UCI
Federação nega estar a encobrir doping de ciclista do Benfica

Râguebi
Benfica: jogador de râguebi Paulo Barata suspeito de doping

No fim, fogem os que não gostam de fazer as coisas por outro lado
Rodolfo Moura sai do Benfica em desacordo com o departamento médico
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista