Seja bem-vindo. Hoje é

19/11/09

Há 40 anos, Pelé fazia história com um pénalti: o milésimo golo

Foi há quarenta anos que Pelé, para muitos o melhor jogador de futebol de todos os tempos (como nunca o vi jogar, a minha escolha vai para um senhor chamado Diego Maradona), marcou o golo 1000 da sua carreira. O globosport decidiu comemorar a data com um texto muito interessante. Está em português do Brasil mas vale a pena ler:

Rei do Futebol admite que 'perna tremeu' antes da cobrança no Maracanã

Quanto tempo dura uma cobrança de pênalti? Entre a corrida do batedor e a conclusão da jogada, alguns poucos segundos. Mas a penalidade que deu a Pelé seu milésimo gol parece eterna. É como se o Rei estivesse batendo aquele pênalti até hoje, dia 19 de novembro de 2009, quando o lance completa 40 anos.

O gol histórico foi marcado com a camisa do Santos no Maracanã, contra o Vasco, em uma partida válida pela Taça de Prata. O jogo estava 1 a 1. Aos 32 minutos do segundo tempo, Pelé é lançado por Clodoaldo, tromba com o zagueiro vascaíno Fernando e cai na área. O árbitro pernambucano Manoel Amaro de Lima aponta a marca do pênalti.

- O cobrador oficial era o Carlos Alberto Torres, mas ali eu bati. Engraçado é que era jogo normal, não era final nem nada. Mas quando eu olhei para trás estava todo mundo na linha do meio de campo. Se houvesse rebote, não ia ter ninguém para pegar - relembra Pelé.

Memória EC: assista ao gol de Pelé e relembre outras histórias do gol mil

Hoje, o Rei lembra com descontração do gol. Mas ele admite que, na hora, suas pernas pesaram demais. Embora já fosse um craque consagrado, com 29 anos, o Rei sentiu a pressão.

- Na hora, a perna tremeu, o joelho também. Eu só pensava: ‘caramba, esse eu não posso perder’. Graças a Deus no fim deu tudo certo - comemora o Rei, como se o gol tivesse sido marcado na véspera.

Clique e ouça o gol mil do Rei do Futebol na narração de Waldir Amaral (Rádio Globo)

O camisa 10 do Santos correu para a bola, deu uma paradinha, mas o goleiro Andrada não caiu. O Rei, então, bateu no canto direito, colocado. O goleiro argentino chegou a resvalar na bola, mas não o suficiente para evitar o gol histórico. Tivesse defendido a cobrança, talvez Andrada não seria tão lembrado quanto hoje. E, pior, poderia até ter sido vaiado pelas 65 mil pessoas que estavam no Maracanã naquela noite. Foi o que aconteceu com o zagueiro Nildo, do Bahia, que, três dias antes, havia salvado, em cima da linha, um chute de Pelé.

- A busca do milésimo me fez presenciar algo que não daria para imaginar. O zagueiro do Bahia que salvou meu gol em cima da linha recebeu uma vaia do estádio inteiro - diverte-se o Rei.

Clique e confira uma galeria de fotos do milésimo gol de Pelé

Anos após sofrer o gol, Andrada evitava falar no assunto. Gostaria de ser lembrado pelo bom goleiro que foi e não apenas por ter sofrido o milésimo gol do Rei do Futebol. Hoje, em dia, porém, o argentino não liga e se orgulha de fazer parte dessa história.

- Já cruzei com o Andrada em outras ocasiões. Ele diz que não queria ter ficado famoso pelo milésimo gol. Mas se não fosse aquele gol a gente não ia estar falando dele até hoje, 40 anos depois. Até lá na Argentina ele é lembrado por isso. Pô, não foi um frango. Foi o milésimo! - diz Pelé.

Logo após marcar o gol, Pelé correu para dentro da meta, pegou a bola e foi cercado por uma multidão de jornalistas. Nos ombros do goleiro Aguinaldo, Pelé aproveitou o momento para pedir atenção às crianças. Foi taxado de demagogo. Algo que, até hoje, ele não aceita.

- O discurso veio na hora. O jogo era na véspera do aniversário da minha mãe. Poderia ter dedicado o gol a ela, mas nem lembrei. Eu já trabalhava com crianças e falei aquilo. Todo país que quer crescer precisa apostar nas crianças e nos jovens. Por isso insisto até hoje que educação é primordial.

Concorrência

Depois do milésimo, Pelé fez mais 284 gols. Em 20 de maio de 2007, Romário alcançou a marca dos mil gols. Túlio, que ainda joga pelo Brasil afora, também corre atrás do seu. O atacante soma 899 e, apesar de já ter 40 anos, ainda sonha em chegar aos mil. Pelé aceita a concorrência com tranquilidade. Mas duvida que seu recorde de 1.284 gols seja quebrado algum dia:

- Encontrei o Túlio outro dia em um evento em Brasília. Fico na torcida para ele chegar a mil. O Baixinho diz que chegou. Mas a 1.284 gols não vão conseguir.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista