Seja bem-vindo. Hoje é

05/12/09

Há um ano foi assim...

Na época passada o FC Porto começou muito mal. Alguns jogadores não rendiam o que se esperava deles e os profissionais do assobio ainda atrapalhavam mais nos jogos caseiros. Tal como aconteceu esta época.
Não rendiam porque a equipa técnica tinha programado a subida de forma para o final do ano. O primeiro milho seria para os milhafres mas o campeonato estava reservado para o FC Porto. Foi isso que aconteceu.

A época é grande e nenhuma equipa do mundo consegue manter o mesmo ritmo em todos os encontros. É por esse motivo que hoje em dia, mais que nunca, a preparação é programada para que os picos de forma cheguem quando a equipa mais precisa deles. Também foi isso que aconteceu na época passada. E se deu óptimos resultados porque razão a equipa técnica teria de mudar alguma coisa esta época?

Não me lembro o dia exacto mas sei que o texto dos outros de hoje foi escrito por Manuel Tavares no jornal O Jogo no principio de dezembro da época passada. Se não estou errado foi escrito depois da vitória por 3-0 em Setúbal (golos de Bruno Alves, Guarin e Lucho) à 11ª Jornada, arbitragem de Jorge Sousa, mas não posso garantir. Aqui está:

Tanta gritaria e afinal....

A época passada, em circunstâncias particulares relacionada com uma palestra a alunos, em Viana do Castelo, Jesualdo Ferreira garantiu-me que uma das facetas do crescimento de Bruno Alves haveria de ser a sua capacidade de marcar mais golos e golos ainda mais decisivos. Fiquei à espera de verificar essa perspectiva do treinador do FC Porto, obviamente baseada em questões de ordem técnica e de posicionamento táctico, e acho que já estou em condições de, a propósito deste episódio, confirmar aquilo que certamente a generalidade dos analistas não contestará. Ou seja: Jesualdo pode ser mal encarado, pouco vibrante a comunicar e até conservador nas alternâncias de intérpretes que o futebol exige ao mais alto nível. Pode ser tudo isso e o que mais quiserem, mas do que tenho a certeza absoluta é que sabe muito de futebol, mesmo muito.

De resto, só essa sabedoria profunda - certamente partilhada pelo grupo de trabalho e espalhada no desabafo de Antero Henrique quando afirmou que estava a guardar as críticas precoces para "memória futura - permitiu ao Dragão encarar com a tranquilidade suficiente o crescimento de um plantel muito jovem - é mesmo o mais jovem do campeonato português segundo as estatísticas oficiais da Liga -, mesmo quando a gritaria própria da turbamulta se apoderou de vozes geralmente consideradas por pertencerem a mentes brilhantes. Afinal, ao que parece, a SAD do FC Porto não fez assim tão más compras.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista