Seja bem-vindo. Hoje é

19/06/10

Pois...

Segundo o site Mais Futebol, também existe um 25 de Abril norte-coreano que é oposto ao português. Em Portugal é sinal de liberdade, na Coreia é sinal de ditadura.

Há umas décadas atrás, também diria o mesmo. Hoje, não. Infelizmente em Portugal já não existe 25 de Abril. Existe um dia que continua a ser feriado e que alguns aproveitam para sair à rua mas a liberdade já não existe. Ou, se quiserem, existe e é muito bonita mas apenas para os poderosos que mandam na comunicação social e para os que, à frente da (in)justiça à moda da segunda circular, defendem quem é corrupto e atacam quem é inocente.

Ainda se lembram desta foto? Apareceu no jornal A Bola num...25 de Abril. O FC Porto jogava (e festejava) mais um título em Penafiel.

Na altura, a sad do FC Porto fez um comentário que começava assim:
Pobres de espirito
Reles, impróprio para consumo, miserável, mesquinho, deplorável. A edição de 25 de Abril do jornal A Bola tentou, pela enésima vez, fazer humor à custa do presidente do F.C. Porto, apostando numa canalhice de mau gosto e avançando num caminho sem retorno. O diário desportivo brincou com a gravíssima doença de uma criança para atingir terceiros. Isso diz tudo acerca da escumalha que valida tais critérios.


Sem dúvida que para a escumalha há liberdade. Mas é uma liberdade muito parecida com a que Salazar e a sua gloriosa ditadura fizeram de Portugal um dos países mais pobres da europa. Tal como acontece neste momento.

Num outro 25 de Abril:
Realizava-se em Lisboa uma partida referente à final do "playoff" do Nacional de hóquei em patins. Os Super Dragões organizaram a viagem para apoiarem a equipa como sempre fizeram mas não puderam entrar em Lisboa. A policia não deixou! Pararam o autocarro em Alverca e exigiram o regresso à cidade do Porto com a desculpa que a segurança dos portistas não podia ser garantida no Pavilhão da Luz. Lógico! Os policias que deviam estar na Luz preferiram deslocar-se a Alverca!

Luís Avelar escreveu no record que sempre pensei que qualquer português, independentemente de ser do Porto ou de Lisboa, adepto dos dragões ou das águias, podia deslocar-se livremente pelo País e assistir, desde que munido do respectivo ingresso, a todos os espectáculos desportivos ou de outra índole. Pelos vistos, estava enganado!

A crónica, muito bem escrita como é normal no Luís Avelar, acabava assim: Segundo os adeptos portistas, a Polícia explicou-lhes que fora o Benfica a comunicar a proibição. A ser assim, pode concluir-se que os clubes têm mais poder que as autoridades?
Enfim, um "filme" verdadeiramente ridículo, cujas "cenas" decorreram precisamente a 25 de Abril. Há com cada ironia...


Outra ironia, os Super Dragões tiveram muita sorte porque conseguiram regressar à Invicta com o autocarro inteiro. Nesse ano, o braço armado do Benfica, o tal que recebe do cadastrado Luís Filipe Vieira bilhetes de graça que depois vende para comprar droga e armas, não o conseguiu incendiar.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue

Mensagens populares

Subscrever / Email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Subscribe to PORTOGAL by Email

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista