Seja bem-vindo. Hoje é

28/02/09

"O João, pode ser o João".

O "padrinho" da arbitragem portuguesa gosta muito de João Ferreira e de certeza que foi ele que deu a ordem para o metralha de Setúbal ser o escolhido para o jogo de hoje.

  • A intenção seria travar a caminha do FC Porto rumo ao Tetra mas, mais uma vez, o presidente do Benfica não conseguiu derrubar o nosso clube. Ao contrário dos jogadores do Sporting que, durante os noventa minutos, derrubaram tudo o que lhes apareceu pela frente à margem das leis. Sem que o metralha mandasse um deles tomar banho mais cedo. E ainda resmungavam sempre que ele assinalava as faltas, incrivel!

    Mas para além de não castigar com cartões da cor dele as entradas assassinas dos jogadores do Sporting, João Ferreira marcou faltas ao Hulk que só ele viu, mostrou um cartão amarelo ao Tomás Costa por ele sorrir...enfim, a arbitragem que Luís Filipe Vieira desejava.

    Mas, contra tudo e contra todos, o nosso clube continua isolado na frente com vantagem. E o Sporting continua a ameaçar o segundo lugar do Benfica. O resto são tretas.

  • Adepto é...

    Na quarta-feira perdemos cerca de um hora para encontrar o estádio do Standard de Liége. Andamos sempre à volta e as pessoas com quem falamos tentavam ajudar mas o local não é de fácil acesso e não existia nenhuma placa que nos indicasse o caminho. Algo dificil de acontecer em Portugal mas como disse um amigo meu em jeito de brincadeira, a câmara de Liége não meteu placas porque os adeptos locais chegam e sobram para encher o estádio.

    E de que maneira. No final do jogo cheguei a pensar que aqueles adeptos éram uma espécie em vias de extinção que é preciso preservar. Depois falei com alguns deles e tive a garantia que na Bélgica existem outros tão bons ou melhores.
    «Estes adeptos do Standard são fantásticos. Apoiaram a equipa do princípio ao fim, mesmo estando eliminados, não houve lenços brancos nem nada parecido. O publico de Portugal que veja: paixão foi o que se viu aqui em Liège»
    O treinador do Braga também estava lá e viu como aqueles adeptos puxaram pela equipa do Standard do principio ao fim do jogo. Não tinham grandes esperanças em vencer a eliminatória mas estavam lá, com o estádio cheio, pelo amor ao futebol, para apoiarem e para se despedirem da equipa com uma enorme salva de palmas. Foi o que fizeram.
    No final, sairam do estádio contentes por verem um bom jogo de futebol e não mataram ninguém nem sequer ofenderam a mãe do Lazlo Boloni.

    Infelizmente não é o que acontece em Portugal.
    No nosso país, muitos adeptos gostam de apoiar a equipa apenas quando ela vence. Depois, nos dias em que nem tudo corre bem, já fazem questão de assobiar ou de usar os blogs para criticarem toda a gente desde o presidente ao roupeiro. Porque nesses dias são todos uma grande merda. E o treinador é o primeiro da lista.

    As criticas são variadas e vão desde "estava a ver que nunca mais aprendia" quando a equipa consegue bons resultados até "é um medricas" quando não vence. Mas será mesmo assim? Claro que não. Esses adeptos não têm nada para ensinar a Jesualdo Ferreira, nem o professor é uma pessoa com medo como alguns dizem. A prova está nos jogos fora onde costumamos fazer boas exibições.
    Conhecem algum treinador com medo que vá a Madrid jogar ao ataque como a nossa equipa o fez?

    Nos clássicos nenhuma das duas equipas da segunda circular fez melhor que o FC Porto. Será que isso prova alguma coisa?
  • Enviar um comentário

    Pesquisar neste blogue

    Mensagens populares

    Subscrever / Email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner

    Subscribe to PORTOGAL by Email

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!

    2009/10: 92 dias e 18 jogos depois fez-se justiça!
    Hulk e Sapunaru foram castigados com apenas 3 e 4 jogos.
    tag cloud Portugal Top Estou no Blog.com.pt blogaqui? Assinar com Bloglines Futebol Português Eu sou Desportista